o pequeno grande guia da Quinta dos Baldo e de tudo que a envolve


Quando nos apercebemos que a informação sobre Martim Tirado era inexistente, que a informação sobre os percursos pedestres regionais era parcial e fracionada, e que em geral não havia uma forma simples de informar os nossos hóspedes sobre tudo o que existe à volta da Quinta dos Baldo, decidimos pôr os pés à estrada e criar os nossos próprios guias.

Tínhamos algumas premissas base. Por um lado o formato, fácil de transportar. Por outro a facilidade em copiar e reproduzir. Por último a disponibilidade nas línguas que melhor serviriam os nossos hóspedes.

Assim sendo, decidimo-nos por um A4 dobrado em 3, impresso dos dois lados. Cabe num bolso e não envergonha ninguém. O destaque vai para o mapa da Rota dos Moinhos, feito por nós (e com a preciosa ajuda do Tiago Menino) e que resume o essencial do percurso. Criámos também listas de praias, miradouros, percursos pedestres, restaurantes, vilas e atividades para o visitante. Foi feito a preto e branco e tem uma versão portuguesa, uma versão castelhana e outra em inglês.

Esperamos que com o nosso humilde contributo cresça o conhecimento do património natural e edificado da região, assim como o interesse por ele. Os guias ficam disponíveis para todos na barra da direita.

Percursos pedestres em Torre de Moncorvo

Os últimos meses foram fervilhantes de novidades no que toca a pedestrianismo no concelho. Todos os percursos estão a ser homologados, e decorrente deste processo a Rota dos Moinhos está a ser sinalizada. De modo a aumentarmos a exposição desta rede de percursos e a informação disponível, decidimos introduzir a rede no OpenStreetMap (em baixo está uma visualização do Waymarked Trails):



Fizemos o mesmo no WikiProject Portugal:


Todos estes percursos estão disponíveis para download, em formato gpx. Na mesma tabela é também possível ver uma ficha individual feita automaticamente para cada percurso:


E aqui fica o percurso da Rota dos Moinhos, o nosso percurso de estimação:


Lenga-lenga

Lembra o conselho
Desde que fugiu o coelho

Aprendiz de lobisomem

Tem que ir por cima dos silveirais
E por baixo dos nogueirais
Para ir ter à casa do Zé Morais.

Contou-nos a tia Alcina que um aprendiz de lobisomem declamou mal a ladainha e lá teve de ir por baixo dos silveirais e por cima dos nogueirais para ir ter à casa do Zé Morais.